06 outubro 2013

23+: Baixistas


Fala pessoas dumal e pessoas nem tão dumal assim! Hoje com muito orgulho inauguramos a nossa lista, a +23, sim entraremos no mundo das listas também, temos coragem pra isso. Nossa lista terá um critério básico, serão sempre os 23 mais importantes alguma coisa, com direito a rápidas menções honrosas.
Começaremos nossa lista pelo instrumento que faz, e muito, nossa cabeça, o baixo. Esse instrumento de som único que da força ao rock -não importando o gênero dentro desse estilo de musica tem importância fundamental. Esta lá encorpando a musica, dando força e fazendo a cozinha junto com a bateria. Muitos nem percebem o som do baixo, outros não dão a importância que merece mas nós do Attitude23, temos preferencia por esse instrumento e por isso o usaremos pra inaugurar essa bagaça, deixando claro que não estamos aqui dizendo que são os melhores baixistas e sim os que são mais importantes, pelo menos pra nós. Tentamos colocar os baixistas que mais tiveram importância no rock e os que mais fazem nossa cabeça, como somos duas pessoas neste blog, a escolha e votação dos baixistas foram bem abrangentes, tornando a lista bem ampla e eclética, esperamos que curtam e se discordarem, pedimos que se sintam a vontade pra comentar, com educação é claro, e dar sua opinião.
Tudo dito e explicado, vamos começar essa bagaça logo:


23º lugar: Johan Niemann (Afterglow/Mind's Eye/Therion/Demonoid/Hubi Meisel/Evil Masquerade/Evergrey)

Viu a lista de bandas que o cara participou? Isso já seria motivo suficiente pra justificar a entrada dele nessa lista mas o fato é que o sueco tem uma formação de jazz e improvisação no baixo, o que o torna muito versátil, basta prestar atenção nessas bandas que ele participou e outras que nem colocamos aqui, ele consegue passear entre subgêneros do metal sem problema nenhum, o cara já tocou de metal extremo a metal progressivo, tudo mantendo um padrão único do seu baixo.
22º lugar: Dee Dee Ramone (Ramones)

O famoso baixista e fundador dos Ramones entra nessa lista por ser um dos primeiros baixistas sem tanta técnica assim, com coragem de ir lá e falar "Foda-se, posso tocar essa porra do jeito que eu quiser e conseguir". Argumentos a parte, o fato é que Dee Dee influenciou e influencia uma leva inteira de muleques que, como ele, não tem lá grande técnica mas tem o espirito punk, o "Do Yourself" na veia. A grande maioria ou todos os baixistas de bandas punks e alguns de outros gêneros, tem influencia desse cara, melhor dizer, teve o encorajamento desse cara.
21º lugar: Marco Hietala (Tarot/Sinergy/Nightwish/Northern Kings)

Marco ao contrário do que todos pensam, inclusive eu até algum tempo atrás (minha esposa que me contou isso), não é fundador do Nightwish, nem muito menos esta na banda desde a mesma já ter algum nome, porém ele foi responsável pelo sucesso maior da banda. Com um jeito simples e carismático de tocar, Hietala tem estudo em violão clássico e igual ao Johan Niemann, ele tem uma versatilidade incrível pra tocar, participou de várias bandas de vários gêneros diferentes (a lista acima descreve só algumas delas), para vocês terem noção ele já chegou a tocar em banda de soul até. Muitas dessas bandas ganharam apenas seus vocais que são tão bons quanto seu baixo.
20º lugar: Jeff Ament (Green River/Mother Love Bone/Temple Of The Dog/Pearl Jam)

A historia de Ament se confunde com a historia do Grunge e rock de garagem, sim vou colocar um paralelo pois como podem notar pelas bandas mencionadas que ele participou, o lance dele tem uma pegada mais rockão que grunge em sí, pegue um trabalho mais recente do Pearl Jam e entendera o que quero dizer aqui. O fato é que, encorajado por Dee Dee Ramone, Jeff treinava o seu baixo com musicas do Ramones na adolescência, após algumas experiencias com baixo foi convidado a entrar na banda Green River que ao dissolver deu origem ao Mother Love Bone, que tinha tudo pra se tornar uma banda grandiosa mas o vocalista da banda, Andrew Wood, morreu de overdose, o que fez Ament tocar no projeto em homenagem ao cara, o Temple Of The Dog, que depois deu origem ao Pearl Jam. Além dessa saga toda, Jeff ganha esta colocação por ser um excelente baixista, evoluindo muito em seu trabalho e estilo.
19º lugar: Robert Trujillo (Suicidal Tendencies/Infectious Groove/Ozzy Osbourne/Black Label Society/Metallica)

Dono de uma técnica inigualável e de uma aparência bizarra, Trujillo tem uma carreira inquestionável, tá bem, tirando o álbum St. Anger e o Lulu do Metallica. Brincadeiras a parte, Trujillo sempre fez bonito tocando com os dedos, no estilo Cliff Burton, com uma harmonia inigualável ele consegue produzir solos de baixos que realmente chamam a atenção. Tocou e toca ao lado de músicos inigualáveis como Ozzy Osbourne, Zakk Wylde e James Hetfield, tendo o respeito de todos e no palco mostrando competência e capacidade igual ou superior aos mesmos. 
18º lugar: Shavo Odadjian (System Of A Down)

Shavo é um baixista contemporâneo que merece elogios. Elogios por sua técnica em atrair um numero de fãs que é anormal para um baixista de nossa época, por conseguir compor musicas com influencias bem inusitadas de musica do oriente médio, apesar do System Of A Down ter perdido isso com o passar dos tempos. O fato é que com um estilo único, apesar de não tão técnico assim, ele conseguiu algo que poucos baixistas de nossa época conseguiram, reconhecimento.
17º lugar: Cliff Williams (AC/DC)

Em 1977, época em que o rock progressivo estava em alta e baixista tocavam tanto quanto guitarristas, faziam solos intermináveis durante os shows junto dos bateristas e tudo mais, Cliff entra no AC/DC (depois da saída de Mark Evans da banda) e muda o rumo disso. Apesar da grande capacidade de Angus Youngs e da escola de riffs dos irmãos Young, Cliff toca um linha de baixo simples, sem frescura, apenas acompanhando o ritmo das guitarras, isso a mais de 30 anos. Cliff junto da bateria, monta uma cozinha simples e sem frescura, direta e sincera, coisa que influenciou muitas bandas desde então.
16º lugar: Geddy Lee (Rush)

Além de baixo, Geddy consegue cantar e tocar teclados, isso já é algo incrível. Pensar que ele monta cozinha com Neil Peart, já é algo foda pra cacete maas ele não entrou aqui por isso ou aquilo não. Lee não apenas toca o baixo enquanto canta e tira alguma coisa no teclado, ele passa quase todas as musicas solando no baixo, é algo insano o que esse cara faz em praticamente todas as músicas do Rush, pra vocês terem noção, isso rendeu vários apelidos ao cara com os que mais deixam claro a sua capacidade sendo "Bruxo" e "God" Lee.
15º Lugar: Leon Wilkeson (Lynyrd Skynyrd)

Leon começou a tocar baixo por ser influenciado pelos Beatles, mais precisamente, Paul McCartney, o seu Beatle favorito. Começou a ganhar reconhecimento por grandes baixistas da década de 70 e logo entrou para o Lynyrd Skynyrd. Leon, com o sucesso da banda na década de 70 estilizou um baixo incrível e tocava linhas únicas nele... Enfim, como nada é perfeito nessa vida, a tragédia bateu as portas e o avião que levava o Lynyrd Skynyrd caiu, matando parte da banda e ferindo gravemente o resto, Wikerson teve o braço esquerdo quebrado de maneira tão brutal que os médicos consideraram amputá-lo, porém, isso não impediu o cara de continuar tocando até os dias de sua morte em 2001.
14º lugar: Jason Newsted (Flotsam & Jetsam/Metallica/Voivod/WhoCares/Newsted)

Jason Newsted, mais conhecido por ter sido o substituto do mítico e falecido Cliff Burton no baixo do Metallica, tem uma carreira respeitável dentro do metal. Dono de vários projetos, participante de outros, Newsted conseguiu produzir junto do Metallica uma das fases mais agressivas da banda e também uma das mais tranquilas, onde a banda passou a fazer uma espécie de rock pesado ao invés de thrash metal de costume. Newsted é famoso por seus solos com baixo e por ter gravado um dos álbuns mais bem sucedidos de todas bandas de metal, o Black Álbum (Metallica) com musicas que apesar de pesadas, são mais acessíveis ao grande público. Com sua saída do Metallica, entrou para banda do Ozzy Osbourne para substituir Robert Trujillo que ironicamente, tinha entrado para o Metallica, no seu lugar.
13º lugar: Tom Hamilton (Aerosmith)

Hamiltom foi um dos fundadores do Aerosmith, ao lado de Joe Perry e Steve Tyler, antes disso já havia passado por algumas bandas ao lado de Perry, quando Tyler quis outro baixista para nova banda, Perry insistiu que o baixista deveria ser Hamilton. Apesar de ter aprendido tocar em guitarra ainda adolescente, Hamilton optou pelo baixo por ser o instrumento que faltava na unica banda da sua cidade. Ele participou de composições de grandes clássicos da banda e tudo mais. O que o tornou mais famoso foi a sua criatividade pois quando fãs da banda pediam palheta durante os shows do Aerosmith, ele tinha que explicar que toca com os dedos e por isso não tinha palhetas pra distribuir, com o tempo teve a geniosa ideia de entregar réplicas dos seus dedos em borracha para os fans.
12º lugar: Sven Pipien (Mary My Hope/Black Crowes)

Sven entrou para o Black Crowes quando a banda já estava com renome, substituindo Johnny Colt. Permaneceu na banda lançando alguns álbuns de estúdio e ao vivo também, para quem conhece o Crowes, sabe das jams que eles são capazes de fazer durante seus shows e Pipien faz solos incríveis nessas jams encorpando ainda mais o clima que essa banda mantém em seus shows. Em meados do ano 2000, o Black Crowes foi convidado pelo mítico Jimmy Page para fazer uma tour tocando músicas do Led Zeppelin, Pipien não só fez essa tour em grande estilo dentro desse cross over como também lançaram um álbum ao vivo dessas apresentações que vendeu como se não tivesse amanhã. Um baixista tocar o material do Led Zeppelin, ao lado de Jimmy Page é algo que merece muito reconhecimento, isso além de tudo mais.
11º lugar: Sid Vicious (Sex Pistols)

Lembra que eu falei que essa lista não prima pelos melhores baixistas? Então, esse é um grandíssimo exemplo disso, Vicious nem sabia tocar baixo direito quando ganhou a fama que tem e provavelmente nunca nem conseguiu desenvolver alguma técnica plausível para o instrumento, a gravação do clássico Never Mind The Bollocks, Here's The Sex Pistols, foi toda feita com o guitarrista da banda, Steve Jones o auxiliando e com as sobras do primeiro baixista, Glen Matlock. O fato que apesar de tudo isso, Vicious se tornou um símbolo, um ídolo maior, mesmo não sabendo tocar nada, ele era o principal ídolo do Sex Pistols, era venerado por sua postura punk e até hoje, décadas após sua morte, punks de todo mundo usam o famoso cadeado em sua homenagem.
10º lugar: John Deacon (Queen)

Reza a lenda que Deacon foi o sétimo baixista testado para entrar na banda e que o mesmo conseguiu o lugar por sua qualidade musical, suas habilidades elétricas e seu temperamento calmo. Deacon foi responsável por compor grandes sucessos do Queen e também por criar instrumentos para banda por causa de seus conhecimentos em Engenharia Mecânica. Aqui estamos falando de um gênio que não utilizava os holofotes pelo seu jeito tranquilo.
9º lugar: Steve Harris (Iron Maiden/Steve Harris British Lion)

Steve é um ícone, o fundador e dono do Iron Maiden criou um estilo único de tocar seu baixo, com os dedos cheios de giz ele faz a famosa "galopada", onde toca uma nota seguida de outras duas notas rápidas. O fato é que além de muita técnica, um jeito inovador de tocar seu baixo, que aliás é estilizado pelo musico, Harris ainda é um grande compositor, grande maioria das musicas do Maiden são compostas por ele, os principais clássicos da banda tem o seu dedo e estilo. Poderia falar milhares de motivos pra determinar a colocação do cara mas é simples, basta ouvir um álbum do Maiden, ou qualquer musica e entenderá que o baixo pulsante do cara é único, é direto, é foda.
8º lugar: John Paul Jones (Led Zeppelin/Them Crooked Vultures)

Influencia para grande parte dessa lista, Jones, antes do Led Zeppelin já era um musico de estúdio, cotado por varias bandas de peso, ele participou de gravações de várias bandas com seus arranjos geniais, até o dia em que conheceu Jimmy Page e o resto virou mais que lenda pois começou a nascer o Led e a historia da musica nunca mais foi a mesma. O fato que no Led, todos os músicos eram incríveis, Jones, além do baixo, tocava linhas de teclado e encorpava ainda mais as musicas da banda, as tornando ainda mais únicas.
7º lugar: Gene Simmons (Kiss)

Simmons é outro grande símbolo, um excelente baixista de uma banda de peso e renome. Compôs grandes musicas de sucesso e tudo mais mas na nossa lista entrou por criar um personagem que tornou o baixo do Kiss acima de todo resto da banda, o "Demon" como é apelidado, tem uma figura mítica com seu baixo em forma de machado, conhecida dentro de todo estilo rock, referenciado por fans de todo mundo.
6º lugar: Julio Cézar (Catedral)

O Catedral começou no meio gospel, passaram para o rock em si e em pouco tempo ganharam grande notoriedade. Clips na MTV, musicas em rádios e muita gente achando demais a sonoridade dos caras. Boas musicas com bons riffs de guitarra e todo resto bem definido. Tudo ia bem até que Cézar, guitarrista da banda, morreu em um acidente de carro, a banda decidiu por não colocar um novo guitarrista em sua formação e em não parar. Optaram então por mudar a sonoridade e, o que mais impressiona na decisão, colocaram o Julio Cézar para trabalhar os solos e manter o seu baixo como instrumento principal no lugar da guitarra que se foi. A decisão foi acertada e Júlio Cézar provou ser um grande baixista fazendo solos ímpares e mantendo a qualidade da banda.
5º lugar: Cliff Burton (Metallica)

Esse é o maior exemplo de um baixista completo que entra nessa lista que voz fala, Cliff Burton foi o lendário baixista do Metallica que faleceu em um acidente de ônibus. Ele já poderia estar aqui por isso, por ser um mito, muita gente nem ouviu seus solos e nem entende nada de baixo mas o acha genial, apenas pelo seu estilo meio hippie, meio thrasher e muito gente boa... Mas Cliff não entra aqui apenas por isso e quem o curte sabe muito bem disso, se você curte os riffs de James Hetfield, saiba que grande parte do que ele aprendeu em harmonia veio desse cara, grande parte do estilo do Metallica, veio desse cara. Os 3 álbuns mais bem vistos de todo estilo de metal, os 3 primeiros álbuns do Metallica, tem esse cara no baixo, influenciando todo o processo de gravação, com direitos a solos dele e tudo mais, isso numa época em que não existia programa de computador pra sincronizar instrumentos em gravações. Burton conseguia colocar efeitos de guitarra em seu baixo.
4º lugar: Roger Waters (Pink Floyd)

Além de um dos maiores e mais famosos baixistas do mundo, Waters é um dos maiores compositores de todos os tempos. Por falar em composições, algo que chama muita atenção é que grande maioria é feita em cima da base do baixo, onde o baixo dita o ritmo, da alma a música e transpassa toda emoção que suas letras criticas, intelectuais e muitas vezes perturbadoras. Waters é um símbolo, apesar de sua carreira conturbada e das brigas com os outros membros do Pink Floyd, ele é um gênio capaz de produzir coisas grandiosas.
3º lugar: Paul McCartney (Beatles/Wings)

Pode ter certeza que praticamente quase toda essa lista aqui é influenciada por esse cara, de uma maneira ou outra. Paul McCartney não só pelo que foi capaz de fazer nos Beatles mas também nos Wings e em sua carreira solo, influenciou a muitos mas muitos caras a se tornarem baixistas ao invés de guitarristas e afíns. Paul, é a imagem do trabalho, do empenho, ele significava isso nos Beatles, se empenhando nas composições enquanto John Lennon vinha com o lado rock e descolado. Apesar de muitas vezes usar guitarra, violões, piano e outros instrumentos, Paul é marcado pelo baixo e por um em especial que sempre será ligado a ele, o Hofner 500/1.
2º lugar: Lemmy Kilmister (Motorhead/Head Cat)

Lemmy não é só simbolo como baixista mas simbolo de vida rock n' roll, muita gente nunca nem ouviu uma musica do Motorhead mas sabe exatamente quem é a figura do cara de chapéu, botas e voz cavernosa. Lemmy é um mito por sua figura, por sua historia de vida fazer parte da historia do rock, pra você ter ideia o cara no inicio dos tempos foi roadie do Jimi Hendrix, toda e qualquer banda referencia o cara por sua historia, por ser quem é. Na estrada a mais tempo que possam imaginar, Lemmy nunca fez musica descartável, o mais ou menos dele é o melhor de muita banda dada como boa por aí. O baixo de Lemmy é estilizado e contem a assinatura dele, o jeito dele tocar é direto e no sistema quanto mais alto melhor, é visceral e influenciou quase que todos baixistas que vieram depois do Motorhead, você pode dizer que Elvis é o rei do rock e que Janis é a primeira dama do mesmo mas o Lemmy, o Lemmy é o rock em pessoa.
1º lugar: John Entwistle (Who)

Antes de tudo tenho que fazer uma confissão, quando estávamos criando essa lista, ainda no esboço, vendo quem entraria ou não nela, a Pequena, minha esposa, disse que Entwistle teria que estar nessa lista, fiquei meio que pensando se sim ou não e fui lembrar do que já tinha visto do trabalho do cara, do show que eu já havia assistido do Who, do solo que ele produz e tudo mais, daí cheguei a conclusão, ele é foda mesmo. Entwistle não é só um grande baixista, ele criou um novo jeito de tocar baixo, mais agressiva, onde vinha um som mais alto e compensava a falta de uma segunda guitarra na banda, ele fazia as vezes da guitarra rítmica com o baixo. Ele também criou o modo "datilógrafo", como ele nomeou, de tocar baixo, onde usa os quatro dedos da mão direita que estava posicionada sobre o baixo para assim tocar as quatro cordas de seu baixo ao mesmo tempo ou de maneiras distintas. John ou Ox como era apelidado, mudou a historia do baixo, influenciou e revolucionou no modo de tocar e tocou até seus últimos dias de vida um som de qualidade entrando para a historia como o maior baixista de todos os tempos.

Menções honrosas:
2/Paul Gray (Slipknot): Pela sua memória e seus fans sempre o lembrando com carinho, pela banda mantendo suas vestes no palco após sua morte, ele conseguiu algo único, estar em turnê mesmo depois de morto.
Joey DeMaio (Manowar): Por ter um baixo cheio de distorções e tudo mais, DeMaio é capas de fazer solos incríveis e é talvez um dos pais dos true metal heads.
Tim Commerford (Rage Against The Machine/Audioslave): As composições de ambas bandas tem um baixo muito forte e o estilo solto de Commeford tocar deixa tudo mais incrível ainda, um dos melhores baixistas contemporâneos.
JD DeServio (Black Label Society/Cicle Of Pain): Integrando a banda de um dos melhores guitarristas de nossa época, capas de improvisar com estilo ao vivo e com uma banda promissora.
Flea (Red Hot Chilli Peppers): Dono de um estilo amalucado, Flea toca uma mistura de funk e rock que exige bastante do baixo com sua banda, ele possui várias técnicas e por isso tem uma grande margem de fans.
Tom Arraya (Slayer): Um dos primeiros a tocar um ESP num tom mais grave e sujo, Arraya além disso é um dos fundadores do tharsh metal.
Jack Bruce (Cream): Poderia dizer que ele influenciou muita gente mas nem vou dizer, prefiro deixar claro pedindo pra ouvirem Cream ao vivo e bastará pra entenderem quem é o cara.
Peter Steele (Fallout/Carnívore/Type O Negative): Dono de um estilo cheio de experimentalismo, o baixo e o estilo dele tocar são únicos e influenciaram muita gente que não conseguiu o mesmo tipo de som mas fez coisa de qualidade.
Les Claypool (Primus): Desenvolveu seu estilo estudando outros baixistas de sucesso, com o tempo criou um estilo único de tocar e de criar musica.

Finalizando, é isso moçada, espero que tenham curtido essa lista pois deu um certo trabalho para fazer, mais uma vez os convido a deixar sua opinião caso discordem ou não, enjoy e caso não conheçam algum dos baixistas ou bandas citados aqui, convidamos a pesquisa-los pois com toda certeza irão curtir.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oque o Site acha de Billy Sheehan,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então cara, foi até de certa forma uma falha nossa em deixar o Billy Sheehan totalmente de fora da lista por conta de sua técnica e carreira também.
      Abraço.

      Excluir