13 fevereiro 2020

Wallpaper: Forza Motorsport 6

Click na imagem para ampliar.

28 janeiro 2020

Terminei Red Dead Redemption Undead Nightmare

Se tem uma coisa que dificilmente vê a cor do meu pobre dinheirinho é DLC. A maioria são apenas encheção de linguiça que não paga o valor que você dá nelas, curtas demais e muitas vezes apenas um caça níquel. Com exceção de jogos de luta, onde a expansão trás personagens novos e enriquece bastante a experiência no game. Se você está pensando em jogo de tiro, em muitas vezes os mapas novos são bem vindos mas na maioria das vezes ficam as moscas já que a maioria do público não os compra, um exemplo são os Battlefields mais antigos, em alguns casos mesmo distribuindo os mapas na faixa, ainda era difícil encontrar partidas neles.
Agora que já deixei claro meu total desapego por DLCs, vamos falar de uma das poucas que recomendo de todo coração. Como você já deve ter lido no título, eu terminei Red Dead Redemption Undead Nightmare, a expansão maluca do primeiro Red Dead Redemption.
Se você for voltar a época de lançamento do primeiro Red Dead Redemption, lembrará que zumbis estavam em alta, muito por conta do monumental sucesso de Walking Dead, por conta disso a Rockstar decidiu meter zumbis no velho oeste com uma história totalmente única para isso.
É sério, esse jogo é único por vários motivos. E aí que a Rockstar merece ser reconhecida sempre, até as DLCs dos caras são caprichadas do início ao fim. 
Spoilers!!!!!
Me divertir demais jogando saporra e explodi a cabeça com (SPOILERS) o John Marston zumbi e os cavalos do apocalipse por coletar, consegui dois deles mas ainda vou procurar os outros.
Enfim, quando compro um jogo ou gasto dinheiro com uma expansão, espero que me traga uma nova experiência, que seja divertido e que faça valer o dinheiro investido. No caso dessa expansão e do jogo em si, eu não comprei, ganhei da minha mulher num pacote lindo temático sobre western, com direito a cerveja e estampa do Matanza inclusos, que mulher incrível essa que eu tenho! O Red Dead é aquela versão completa, a Game Of The Year Edition, um jogo que valeu cada centavo que ela se dispôs a gastar comigo e que me deu orgulho de cada segundo da minha vida gastado nele. 
Essa lindeza aqui é a que tenho.
Produtoras de jogos, aprendam com a Rockstar e façam cada conteúdo dos seus games com cuidado e respeito pelo seu público. Como se esses megaempresários filhos de umas quengas fosse ler meu texto...

24 janeiro 2020

Adeus Neil Peart

Nesse início de ano a fatalidade veio com dois pés nos nossos peitos e logo de cara perdemos a lenda Neal Peart.
Agora, depois de um tempo de sua morte, já está sendo revelado por algumas pessoas mais próximas dele que o baterista já estava em tratamento do fatídico câncer a mais de anos, e que seu estado de saúde estava bastante deteriorado. Porém igual a todo o resto do público, nós só soubemos disso tudo agora e a notícia de sua morte foi extremamente repentina, e, de qualquer forma que fosse, triste por demais.
Tem muitos músicos que as pessoas os colocam em primeiro lugar como referência e logo surge alguém pra falar que tá errado, no caso de Neil Peart, o colocar como primeiro lugar é algo unânime, goste do som do Rush ou não, todo mundo respeita o trabalho dele. Digo isso e assino em baixo já que na nossa lista de bateristas (23+: Bateristas) o colocamos em primeiro lugar, porque assim como no caso de Jimi Hendrix, nunca surgiu, e duvido muito que surja, alguém capaz de superá-lo.

02 janeiro 2020

Resident Evil 4 - a história é mais realista do que você imagina

Encontro com muita frequência (quer dizer, agora nem tanto) um meme fuleiro sobre Resident Evil 4 em que fala que a filha do presidente americano é sequestrada e eles enviam apenas um cara com uma pistola. Você já deve ter cruzado com isso por suas andanças internéticas também.
Pois bem, venho até vós me cê hoje para te falar que essa parte do roteiro é a mais realista do jogo, que é um dos mais queridos da franquia e com toda razão, baita jogo que envelheceu muito bem!
A argumentação começa com, o agente secreto, no caso o menino do cabelo divoso Leon Kennedy, vai numa missão investigativa. Ou seja, ele não vai para resgatar a filha do presidente e sim verificar uma denuncia ou algo do gênero. O que torna isso plausível é o fato de ser em outro país, o jogo se passa em alguma localidade rural na Espanha.
Por mais que EUA seja uma superpotência, ele é obrigado a respeitar a soberania de outros países (a menos que o presidente desses outros países não estiver disposto a dar tudo que tem, até o cu para o presidente americano), e em casos como esse ele não pode enviar agentes ao seu gosto, tem que infiltrar os mesmos, o que acontece muito com a CIA por exemplo. Os agentes dela vão em missões em outros países sem demonstrar nenhum vínculo com o governo americano e caso sejam descobertos, se fodem sozinhos. 
Uma das provas disso que estou afirmando é o livro Plano De Ataque de Bob Woodward, esse livro conta o trabalho pré guerra do Iraque, mostrando todo o protagonismo do governo Bush na criação de um plano de ataque (viu só porque o nome do livro?), isso um ano antes da guerra começar. O livro conta com entrevista com pessoas envolvidas no tal plano e consultas a documentos da época. 
Nesse livro é reservado uns bons capítulos aos agentes da CIA que vão até o país para fazer serviço de contra inteligência, ou seja, dar dinheiro e armas a grupos rebeldes para assim minar um pouco da soberania do governo Iraquiano, que na época estava nas garras de Saddam Husseim. Esses agentes da CIA não tinham nenhum vínculo com o governo americano, até mesmo seus comprovantes eram apenas guardanapos rabiscados.
Mas isso não se reserva apenas o que Plano De Ataque documenta, muitos filmes baseados em história real contam o mesmo, basta dar uma pesquisada para saber... Que é? Larga de preguiça e pesquise por si mesmo, não vou ficar te indicando o caminho, não sou GPS.
Voltando a RE4 (sou íntimo do jogo a ponto de poder chamá-lo pelas iniciais), Leon é apresentado como um agente secreto, de tão secreto sua agência nem é mencionada, e como tal ele pode sair chacinando os moradores do pequeno povoado onde o jogo se passa. Por mais que os caras estejam com um vírus maligno, pensa, eles tão lá de boas cuidando de suas plantações e se alimentando de uma maneira inusitada quando chega um cara metendo bala em geral sem nem perguntar o nome de ninguém. Não sei pra vocês mas pra mim isso é chacina.
Mas finalizando isso aqui, pois já falei demais, acho que provei meu ponto de vista e dei provas plausíveis mas sinta-se a vontade para comentar, com respeito e dignidade.